Toggle navigation

#resenhameninatecaria134 POSTS

Post Content
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“— Não se dá uma alma de graça — diz o menino. — Humanos discriminam uns aos outros por qualquer razão: cor de pele, gênero, crença. As raças humanas lutam entre si até a morte pela honra de serem reconhecidos como seres humanos, com almas. Por que seria diferente conosco? Por que não teríamos de lutar por nossas almas?” - pág 395 💥

Em menos de um minuto após a inteligência artificial, Archos, ser ativada ele acaba decidindo que a raça humana é irrelevante. Com um nível de aprendizado colossal, a máquina consegue fugir da gaiola de faraday (segurança que o prendia); assassinar seu programador e começa a elaborar um terrível plano para dizimar a raça humana. 🙊

Nos primeiros meses, ele apenas faz pequenos atentados ao redor do globo, mas que às vezes foram fatais para alguns, como o atendente de um restaurante que vê o seu parceiro ser morto por um robô doméstico; ou outro caso em que apenas o terror psicológico era imposto, como uma menina de dez anos sendo ameaçada por uma boneca. E vários casos mais sombrios. 😟

Depois disso a Nova Guerra explode e muitos humanos nem sabem o que está acontecendo até ser tarde demais. Archos cada minuto fica mais poderoso, cria novas armas, monstros metálicos e assim só restará um caminho para a raça humana: colocar suas diferenças de lado, unirem-se e marchar para os confins gelados do planeta para tentar derrotá-lo. 🤖

Então leitores vocês precisam ler esse livrão! Eu gosto muito de distopias, mas as que vinham aparecendo eram quase tudo do mesmo e fui deixando de ler. Agora, Robopocalipse veio com o melhor do gênero, um tipo de narração diferente, um pico de ação que não declina. Eu pensei que teria dificuldade com a descrição dos termos técnicos, coisa que me surpreendi pois não senti, a escrita do autor é tão boa que você realmente consegue entender tudo. E nem vou falar dos vários Plot Twist incríveis que me fizeram cair o queixo. ❤️

Apesar do preço salgado vale a pena você comprá-lo, ou se conseguir em alguma troca, leiam essa maravilha. E eu já to aqui louca pelo segundo livro (Robogenesis) pois tem assuntos nesse livro que rende muita história fo%#!!! 😍

Nota: 10⭐️+❤️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“— A vida é tão complexa que mal conseguimos ser a pessoa que deveríamos. Em vez disso, usamos máscaras e criamos barreiras para lidar com o medo e a rejeição, o arrependimento, a ideia de que alguém talvez não nos ame como somos em nossa essência, que alguém talvez não entenda nossas motivações. Quero estudar a verdade da vida, não a superfície. A beleza em toda parte; mesmo na escuridão há luz, e é a forma mais rara.” - pág 97 ✨

Sophie Gracewell é uma jovem de dezesseis anos que trabalha no restaurante da sua família em uma cidadezinha do subúrbio de Chicago, abalada por um desastre que aconteceu em sua família a um ano atrás, tudo que ela pensava é que seria mais um verão tedioso o que ela estava completamente enganada. 🤔

A chegada de uma misteriosa família em um famoso casarão da cidade é o início da tempestade: misteriosos; italianos e muito bonitos, os cinco irmãos da família Priestly logo começam a ser a notícia do momento. E como devem saber, Sophie logo se vê encantada por o mais jovens dos irmãos, Nic, um garoto que não se interessa pelo seu passado, mas sim, por ela mesma. 🙊

Contudo as coisas logo vão tomando proporções cada vez mais misteriosas quando mortes sem explicações começam a acontecer na cidade. O envolvimento entre Sophie e a família Priestly vai ficando mais obscura e os segredos dela e da sua família podem ser a chave para descobrir os segredos do bonitão Nic Priestly e da sua família. 😕

Falando superficialmente, esse livro começou um pouco monótono, cheio de clichês, porém do meio para o fim ele tem umas reviravoltas muito loucas que me fizeram gostar muito mais do que eu imaginava. É uma pena a editora ainda não ter trazido a continuação da trilogia, pois eu gostaria muito de acompanhá-la. 🙄

Enfim, se você tiver tempo esse é um livro para ler muito rápido, a escrita da autora é fluida e sem muitas dificuldades. 👏🏽

Nota: 4 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Durante toda a vida estive em busca do meu grupo, e, durante toda a vida, só encontrei o vazio. Em algum momento, não sei quando, aceitei o isolamento. Eu me encolhi em posição fetal e aceitei uma vida de observações e teorias, o que não é viver de verdade.” - pág 256 😢

Mary Iris Malone é uma adolescente que não está nada bem. Após a separação repentina dos seus pais, o novo casamento inesperado do pai e a mudança de estado tudo que Mim quer é sua pacata vida de volta, infelizmente, nem tudo é como a gente quer. Quando as cartas de sua mãe param de chegar misteriosamente, a garota começa a desconfiar que sua nova madrasta quer fazer de tudo para separá-la da mãe. 😳

A gota d’água na vida de Mim é quando ela escuta uma conversa entre o pai e a madrasta sobre a doença que assola a sua mãe, é aí que a missão começa: a jovem rouba uma lata de dinheiro da madrasta; compra uma passagem para seu antigo estado e embarca sozinha nessa viagem para rever sua mãe. 🙈

“Sou uma coleção de esquisitices, é uma esquisitice só não faz verão.” - pág 48 😌

Sentada entre estranhos somente na companhia de seu diário e saudade, Mim começa a sua viagem, o que ela não sabe é que viverá muitas aventuras e encontrará respostas para perguntas que nem ela mesmo sabe que existem! 🍂

Então leitores, essa é a premissa de Mosquitolândia, eu indico a vocês entrarem nessa história sem saber muito sobre ela. A escrita do autor é encantadora, bem poética e repleta de quotes lindos, a narração entre o ponto de vista da Mim e os escritos no diário é uma ótima forma de mergulhar mais na história. 👏🏽

É um livro que aborda temas pesados como depressão e suicídio, mas, de uma forma tão leve. Enfim, um livro que todos deveriam ler! 😍

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“— Não existe alegria em ter nascido mortal. Você jamais terá que conhecer a aflição que é ser humana. Dentre todas nós, apenas você jamais conhecerá a dor da morte.” - pág 47 ⭐️

Quando Diana, a princesa de Temiscira quebra a regra de levar um humano para a ilha sagrada, tudo que ela imagina está seguro é derrubado por uma simples humana. Alia Keralis, é a filha mais nova de dois famosos biomédicos, porém logo ela descobre um poder que nunca sonhou existir, ela é uma Semente da Guerra, uma descendente direta de Helena de Tróia capaz de trazer os piores derramamentos de sangue à tona. 😳

Dependendo agora de Diana para sobreviver, as duas saem em busca de um lugar que pode encerrar essa linhagem de pessoas capaz de trazer as piores guerras, porém ambas enfrentarão muitos obstáculos, terão que aprender a confiar uma na outra e principalmente em si mesmas. 💥

“Não podemos passar a vida nos escondendo, imaginando o que poderíamos conquistar se tivéssemos a chance. Precisamos nos arriscar.” - pág 61 🙌🏽

Então leitores, infelizmente a leitura desse livro não foi tudo aquilo que eu esperava, como disse na primeira impressão, a leitura não me prendia, eu ficava pensando em várias coisas, e etc. As cenas de batalha também não me agradaram muito. 😪

Não que ele seja um livro ruim, muitas pessoas elogiaram muito ele, mas, definitivamente livros de super-heróis não ficaram para mim. 🙄

Enfim, é até chato dar uma nota tão baixa assim, mas, foi o que realmente aconteceu, uma leitura regular. 😅

Nota: 2,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Ela conseguia olhar para cadáveres e interrogar estripações violentos, já tinha levado cusparadas e sido ameaçada com uma faca, mas viver no mundo real, como membro da sociedade, isso a aterrorizava. Ela não tinha a menor ideia de como ser solteira, sozinha e sem amigos.” - pág 144 😐

Quando o corpo de uma jovem é encontrado sobre uma grossa camada de gelo em condições que alegam assassinato, a Detetive Erika Foster, é solicitada para liderar essa investigação e tentar descobrir o que aconteceu com essa jovem, que logo é identificada como a filha de um poderoso político de Londres que estava desaparecida. 😮

A investigação logo começa a entrar em becos sem saída, seja por parte da família da jovem, que por ser rica e do alto escalão londrino, quase não ajudam a polícia, seja pelo preconceito com a Detetive Erika Foster, afastada da polícia a algum tempo depois de uma missão liderada por ela dar errado. Porém, a Detetive segue firme na sua busca para encontrar e prender o assassino. 😵

Tudo começa a piorar quando Erika descobre sobre o assassinato de outras três mulheres também encontradas em rios da cidade, todas as três fixadas como prostitutas e ignoradas pela polícia. É quando a Detetive começa a se perguntar: o que uma garota rica teria em comum com as três garotas de programa? Que segredos elas compartilhavam. 🤔

“O poder é como um gás que sai pelo seus poros e infecta as pessoas ao seu redor. O poder corrompe, envolve, instiga...” - pág 314 😦

Enfim leitores, a leitura desse livro foi bem satisfatória, a escrita do autor é muito boa, ele consegue manter o ar de mistério e suspense em todo o livro até o finalzinho, os capítulos curtinhos (que eu AMO) tornam a leitura mais fluida. A personagem principal é muito fod*, e o final foi bem surpreendente. 🤗

O que me fez não classificar com cinco estrelas, foi o motivo do assassinato principal, achei fraquinho e deu a impressão de que o autor não tinha um bom motivo e colocou aquilo mesmo. 😬

Concluindo, é um livro para se dar uma chance sim, pois os pontos positivos são maiores que os negativos, eu com certeza quero ler os outros livros do Robert Bryndza. 😍

Nota: 4⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Há muito mais que apenas escuridão e luz. Há muitos tons entre uma coisa e outra.” - pág 172 🤨

Com o período do Sete se aproximando cada vez mais, os perigos e maldades começam a tomar de conta da pequena cidade de Hawkins Hollow, o que acaba afetando mais os três responsáveis pela libertação desse mau: Cal, Fox e Gage. Que agora não lutam mais sozinhos, e sim com a ajuda de Quinn, Layla e Cybil. 👏🏽

Enquanto correm contra o tempo para encontrar formas de destruir o terrível demônio, Gage e Cybil vão começando a se envolver cada vez mais, o que pode ser um perigo para ambos ou a salvação deles. Então, em meio de rituais, ataques sanguinários e muito romance esse grupo precisará fazer de tudo para salvar a população e colocar um fim na maldição que os assola a 21 anos. 😈

“(...) nossos medos, só nos incentiva a ter mais coragem.” - pág 136 ✨

Enfim leitores, graças a Deus esse livro foi melhorzinho que o segundo livro, mas, ainda assim não foi grande coisa. A impressão que fiquei quando terminei é que a autora só colocou coisas para encher linguiça desde o segundo livro até quase o final desse terceiro, o período do Sete (que ela tanto falou desde o primeiro livro) aconteceu em menos de 20 páginas e foi brochante pois era o momento que eu mais esperei. 😭

Pelo menos o casal desse livro me ganhou, me fizeram torcer por eles e até me emocionar em algumas partes. 😌

A escrita da Nora foi bem rápida, algumas coisas aconteciam do nada, eu ficava perdida e tinha que voltar para saber o que aconteceu. Com certeza eu gostaria dessa história mais como um livro único, ou, no máximo uma duologia. Indico essa trilogia para quem quer começar a ler terror, pois o romance consegue aliviar essas partes mais sombrias. ☺️

Nota: 3,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Ela me lembrou, mais de uma vez, que a chuva de meteoros estava acontecendo, acima do céu nublado, só não podíamos vê-la. Quem se importa com beijos quando ela vê através das nuvens?” - pág 178 ❤️

Aza Holmes tem dezesseis anos, dirige o seu próprio carro e sofre de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) é melhor amiga de Daisy Ramirez, uma louca por Star Wars e escritora de fanfics. Quando o desaparecimento do bilionário, Russell Pickett, abala os cidadãos e uma recompensa de cem mil dólares é oferecida por qualquer informação. Daisy quer por a mão nessa bolada e acaba pedindo ajuda a Aza, que a muitos anos atrás era amiga do filho bilionário, Davis Pickett. 😳

E as jovens começam a mergulhar no mistério, contudo, Aza logo vai voltando sua aproximação com Davis enquanto tenta a todo custo lutar contra sua doença e as espirais de pensamentos intrusos. “Talvez eu seja uma mentira que estou sussurrando para mim mesma e nada mais.” - pág 102 🤭

Pronto, a premissa desse livro é essa, mas, não se deixem enganar. Você vai encontrar um romance legal, repleto de passagens lindas típicas do autor, vários Quotes maravilhosos, porém, o grande X desse livro é a personagem Aza e a sua doença. O John Green consegue colocar você entre a batalha de pensamentos da personagem, faz você sentir a angústia e o desespero, então eu aplaudo-o por isso. 👏🏽

Enfim, Tartarugas Até Lá Embaixo é um livro fluido, com uma escrita linda e que vale a pena ser lido sim. Não vou afirmar que é o meu preferido do autor, mas, ganhou um lugar especial no meu coração de leitora! 😍

“— Quem dera eu conseguisse ficar fora de mim. Minha mente é uma prisão.” - pág 225 🥀

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Algumas pessoas tinham buracos dentro delas que passavam a vida inteira tentando preencher. Com ódio. Com comprimidos. Com esquemas. Com ciúmes. Com o amor de um filho. Com o punho de um homem.” - pág 459 😕

Quando o corpo de um ex-policial aposentado é encontrado em condições misteriosas em uma construção o detetive, Will Trent, é escalado para tentar resolver esse mistério, contudo a polícia forense logo acaba descobrindo evidências de uma segunda pessoa que está desaparecida. 😶

Correndo contra o tempo e lutando contra seu passado, Will e sua equipe começam uma grande investigação que os levará a uma teia de intrigas e outros casos não solucionados, onde acabam descobrindo que a principal suspeita é Angie Polaski, sua ex-mulher. 😱

Bom, isso é o básico que posso resumir desse livro, o resto fica a critério de vocês desvendar! Vamos ao que achei desse livro: a escrita da Karin Slaughter é maravilhosa, tão rica em detalhes que no comecinho achei até a leitura um pouco demorada, mas, para quem gosta de coisas bem explicadas vai amar esse ponto. É um livro bem violento, com cenas fortes e com muito sangue que chegam a arrepiar de tão bem descritas. Os plot-twist me pegaram de jeito e o desfecho foi muito bom. 😍

Como se trata de uma série policial (que existem muitas por aí) eu até admirei e gostei da autora decidir narrar a história na terceira pessoa e não focando só no ponto de vista do Will, você mergulha mais no livro assim! E meu amor/ódio maior foi pela Angie, ela é aquela tipo de personagem que você não sabe se ama ou odeia! 😂

Enfim, eu quero muito ler o primeiro livro da série (Flores Partidas) e mergulhar mais nessa série incrível! 🙌🏽

“Se você ama alguém, não faz tudo que puder para machucá-lo. Não o tortura. Não o deixa aterrorizado ou faz com que viva em medo constante. Não é assim que o amor funciona. Não é como as pessoas normais agem.” - pág 437 😶

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“As pessoas fraturadas só precisam juntar de novo seus pedaços. (...) Durante muito tempo eu havia carregado meus cacos. De vez em quando, deixava cair um deles, como uma migalha de pão. Para conseguir encontrar o caminho de casa.” - pág 296 🤭

Após terem seus voos cancelados devido uma enorme tempestade de neve, Ben e Ashley, não veem como conseguir chegar a tempo a seus respectivos destinos: ele, voltando para casa; ela, indo para seu noivado. Ben fica sabendo sobre um avião particular que pode deixá-lo em outra cidade e acaba convidando Ashley para uma carona. Até aí tudo estava as mil maravilhas! 🤨

Porém, no meio de uma isolada área de floresta coberta de neve, o piloto do avião fretado sofre um ataque cardíaco e o avião cai! Com sorte ou azar, Ben e Ashley sobrevivem: ele, com umas costelas quebradas; ela, com uma perna quebrada, ombro deslocado e vários cortes. Agora, isolados a quase 3.500 metros de altitude, sem muitos mantimentos e feridos como eles sairão dessa? 😱

Ao passo em que vão tentando sobreviver, Ben e Ashley vão se tornando cada vez mais próximos, porém ele possui um passado que o atormenta, enquanto ela tenta fugir do futuro que a espera. “Às vezes me pergunto como foi que você se apaixonou por mim. Você acredita em coisas que não pode ver e fala uma língua que só os corações conhecem.” - pág 107 ❤️

Então leitores, desde o começo até quase o finalzinho eu estava mais perdida que os personagens desse livro, me conectava com as parta do passado do Ben, mas, o presente deles me deixava com uma leitura bem monótona. Graças a Deus o final conseguiu me conquistar! Esse livro possui uns Quotes muito lindos, uma escrita que só no final eu vim perceber o quanto o autor arrasou. Eu só gostaria que fosse narrado pelo ponto de vista dos dois personagens, seria uma imersão mais proveitosa na história. 😌

Agora eu quero ver a adaptação e vê o que foi mudado ou não desse livro. No mais, as romancistas de plantão leiam esse livro, garanto que vocês gostarão! 😍

“Esperar por alguém faz isso. Transforma minutos em horas, horas em dias e dias em vidas.” - pág 88 💥

Nota: 4 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Sempre fui boa em aceitar as pessoas por inteiro, o bom e o ruim. Vejo tudo, mas tento não deixar o ruim atrapalhar minha avaliação. As pessoas são complicadas. A vida é complicada.” - pág 172 ✨

Esse quote é um dos melhores para começar falando de Kate Sedgwick, uma garota doce, meiga, confiante, engraçada e gentil. Uma garota extremamente sincera, guerreira e exemplar, era tão incrível que ganhou o apelido de Raio de Sol do seu melhor amigo, Gus. — Mas, sempre ouvi dizer que grandes sorrisos escondem grandes mágoas. 🤭

Deixando a ensolarada Califórnia para trás, Kate chega na fria cidade de Grant para realizar o sonho da faculdade, contudo, o que a moça não esperava era ter o coração balançado pelo jovem atendente do café local, Keller Banks: sexy, alto, simpático e um pouco nervoso. Ambos logo começam um joguinho de flerte que toma caminhos que pelo menos Kate estava evitando, um relacionamento sério. 🙊

Com essa aproximação os segredos de ambos logo começam a aparecer, e segredos quando revelados podem ser a salvação, ou, a ruína de um casal. “Na hora que você pensa que conhece alguém, essa pessoa muda. Ou você muda. Ou os dois mudam. E isso muda tudo.” - pág 434 😍

Enfim leitores, eu só preciso dizer duas coisas sobre esse livro: 1ª EU AMEI ELE! 2ª VOCÊS PRECISAM LÊ-LO! ❤️

“Kate não só via o lado bom das coisas, ela morava lá” e ao ler esse livro eu me peguei muitas vezes pensando — eu faria isso que ela fez? Nunca! — e isso me fez ver que muitas vezes a gente é ruim só por ser, e que a mesma energia que gastamos para isso poderíamos gastar sendo bons, para sorrir e sermos melhor. Acima de uma leitura linda e encantadora, esse livro mexeu comigo, com certeza levarei os ensinamentos dessa garota para a vida toda! 🌞

Um livro sobre amor, amizade, perda, esperança e acima de tudo sobre a bondade! O clube Amantes de Raio de Sol ganhou mais um membro fiel! E @planetadelivrosbrasil traga logo o livro do Gus (meu novo crush!). 🙈

“Você sabe o quanto fico feliz de saber que você está vivendo seus sonhos?” - pág 337 🤩

Nota: 5⭐️+❤️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“— Por que a mente humana moderna é capaz de análise lógica exata e ao mesmo tempo nos permite aceitar crenças religiosas que deviam sucumbir ao menor exame racional?” - pág 84 🤔

O professor de Simbologia, Robert Langdon está em mais uma aventura perigosa. Ao comparecer no futurístico museu de arte moderna Guggenheim de Bilbao na Espanha para uma apresentação misteriosa de um ex-aluno seu chamado, Edmond Kirsch — que afirma ter revelações que abalarão os alicerces de todas as religiões do mundo — o que Robert não esperava era presenciar o assassinato a sangue frio de Edmond, que não chega a revelar a sua tão brilhante descoberta. 😶

Contando com a inesperada presença de um assistente pessoal do Sr. Kirsch e da exuberante diretora do museu, Ambra Vidal, eles correrão contra o tempo para descobrir uma senha que os ajudará a revelar o segredo do falecido ao mundo e assim honrar o nome de Edmond Kirsch, porém, o assassino também fará de tudo para impedi-los. 😵

As perguntas “De onde viemos e Para onde vamos” podem estar cada vez mais perto de serem respondidas. Em meio a segredos sombrios da coroa espanhola, extremismo religioso, super tecnologia, obras de artes modernas e símbolos enigmáticos, Robert Langdon ficará cara a cara com uma revelação que o mundo ignorou até hoje. 🤭

“— Às vezes só é preciso mudar a perspectiva para enxergar a verdade de outra pessoa.” - pág 408 😍

Eu fiquei com medo de resenhar esse livro para vocês, pois nem com todo o espaço livre é possível passar o quanto esse é impressionante. Por mais que o Dan Brown apresente características bem próprias da sua escrita — que muitas pessoas consideram clichê — nesse livro ele também apresenta pontos que me fizeram gostar muito mais desse livro do que de O Símbolo Perdido, por exemplo. A escrita e criatividade do Dan Brown para mim está em outro patamar, e nem preciso falar dos plot twist que me deixaram de cara no chão. 😱

Concluindo, esse é aquele tipo de livro que faz você parar, olhar para o nada e falar: QUE LIVRO FOD*! LEIAM. 😅

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria - Contém spoiler do primeiro livro! ✏️

“— Nós somos uma maldição para aqueles que amamos.” - pág 265 😕

Depois dos acontecimentos inesperados que encerram o primeiro livro, a batalha entre as três irmãs rainhas — Mirabella, Arsinoe e Katharine — continua, com o ano da ascensão em andamento uma delas tem apenas esse tempo para matar as outras e assumir o trono da ilha, porém não será tão fácil assim. 😅

Lutando para descobrir como manter segredo sobre seu verdadeiro poder mágico, Arsinoe, precisará ainda mais de toda a ajuda de seus amigos para conseguir aprender sobre venenos e sobreviver à ira das suas irmãs. Katharine, retorna da sua quase morte, acompanhada por um enorme desejo de vingança e poder, tentará de tudo para ter os dois nem que isso custe a sua própria vida. Mirabella, outrora a favorita a coroa agora enfrenta uma série de ataques que vão destruindo-a enquanto vê o seu destino ser diluído pelas mãos daquelas que ela nunca conseguiu deixar de amar. 🤔

“Talvez seja assim que todos os homens amém. Mais com os olhos do que com o coração.” - pág 27 🔥

O jogo pelo trono está cada vez mais perigoso, em meio a venenos, fogo e destruição qual das três irmãs finalmente triunfará? 👑

Sinceramente eu esperava uma coisa desse segundo livro que acabou sendo outra totalmente diferente, porém, não me decepcionei e continuo amando essa história, os personagens e os desfechos imprevisíveis da autora. Para mim, a Katharine e a Arsinoe foram as personagens que mais cresceram e foram bem aproveitadas nesse livro, apesar da Kathy ainda ser a minha preferida! 🥀

Enfim, uma escrita ótima, com muita ação e eventos inesperados! Se leu o primeiro, corre para ler logo essa continuação. ☺️

Nota: 4⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Nos enganamos ao pensar que a felicidade era um presente que nos seria dado repetidamente. É muito mais assustador admitir que nossas vidas estão nas nossas mãos, nossas mãos falhas, imperfeitas. O nosso futuro não é tão seguro quanto pensamos e não está descansando nas mãos do destino. Ele precisa ser polido da pedra, escavado da lama e construído lentamente, um dia confuso de cada vez.” - pág 257 ❤️

Após as descobertas que encerram o segundo livro dessa história, Marguerite Caine tem nas mãos o destino de todos o multiartista (todos os universos que ela já visitou) usando o protótipo criado pelos seus pais, o Firebird, contudo não é apenas esse universo que possui tal tecnologia, a Triad, está em uma disputa multidimensional para a aniquilação de centenas de universos e com isso a morte de todos que vivem neles. 😳

Com a ajuda do enigmático Paul e do extrovertido Theo, Marguerite precisará viajar em varias dimensões e salvar cada uma de seu eu próprio de um perigo inimaginável: uma Marguerite de outra dimensão, uma versão maligna, doente e disposta a tudo para vencer essa guerra. 😧

“Por trás dessa maldade infinita existe uma dor que ela não consegue curar, não importa a quantidade de universos destruídos.” - pág 200 😮

Como último livro de uma trilogia eu falei o essencial para deixar um gostinho de quero mais em vocês, mas, tenho algumas considerações finais: com certeza essa história poderia ter se resumido aí no máximo uma duologia, o excesso de informação criada para três livros deixou a narrativa muito pesada, principalmente para quem vai ler os três volumes seguidos; o desfecho não foi aquilo tudo que eu esperava, mas, foi legalzinho! Não posso negar que a autora possui uma escrita incrível e repleta de quotes maravilhosos! 😍

Não posso deixar de falar dos varias erros de digitação que encontrei, coisa que chegou a incomodar mesmo, faltou um pouco de revisão! 🌚

Nota: 4⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

Quando uma viagem pela rodovia 50, conhecida como a mais solitária dos Estados Unidos não dá certo para um grupo incomum de pessoas — um casal voltando para sua cidade; um família viajando de férias em seu trailer; um autor famoso montado em sua moto — elas acabam descobrindo que irão viver os piores dias das suas vidas. 😳

Eles acabam caindo nas garras de um policial super alto e muito rigoroso que os trancafia na delegacia da cidade de Desespero, mas, logo essas pessoas vão começando a perceber que esse homem não é quem realmente ele se diz ser, e sim, um ser misterioso e perverso que precisa possuir um corpo para andar por aí. 😮

Depois de assassinar a sangue frio todas as pessoas da cidade de Desespero, essa entidade agora busca um meio de levar seu mau para outros lugares, e restará para os forasteiros tentar parar tal coisa, contudo, não será tão fácil assim. 😱

Gente como é difícil colocar um livro do Stephen King que é tão complexo e super bem escrito em poucas palavras, vocês me entendem né? 😅

Enfim, esse é aquele tipo de livro em que o autor não poupou esforços para meter medo no leitor, o King usa e abusa de muita violência, sangue e assassinatos super descritivos. 🌚

O que me levou a não classificar com cinco estrelas foi apenas o fato de sentir dificuldade com alguns termos usado pela entidade, um glossário com o significado/tradução desses termos seria de muita ajuda e creio que faria até o leitor entrar mais na mente do vilão! Eu pretendo ler Os Justiceiros que é um tipo de irmão desse livro, e vê o que nos aguarda lá! ☺️

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“O amor é tolo. Eu não sabia disso antes. Também é sério é capaz de reajustar o que está dentro de você, se maneiras nem sempre agradáveis.” - pág 125 😶

Os gêmeos Orchard, Danny e Ash, nasceram natimortos, porém o pedido inusitado da sua mãe a qualquer entidade boa ou ruim, os trouxe de volta à vida, essa foi a primeira experiência de quase-morte deles. Ambos cresceram com saúde, mas, apenas um deles normal. Ash sempre foi a filha exemplar, perfeita enquanto, Danny era apenas ele, vivendo a sombra da irmã. Ela era uma pessoa na rua e outra totalmente diferente em casa. 😐

Aos dezesseis anos os gêmeos tiveram sua segunda EQM em uma casa incendiada ambos vem a óbito, mas, apenas Danny consegue voltar a vida. Depois de tal fato, ele começa a escrever um livro sobre sua experiência de quase-morte e acaba atingindo a fama, porém, isso não é o bastante para afastar o fantasma de sua irmã que o acompanha desde o acidente. 🔥

“(...) estou me perdendo ao chegar cada vez mais perto de encontrar minha eternidade.” - pág 282 🍂

Quando as aparições de Ash começam a ficar mais violentas, resta para Danny tentar descobrir o que realmente aconteceu no dia do incêndio é assim tentar salvar a alma da sua irmã, nem que para isso ele tenha que desenterrar os seus piores medos. 😕

Então leitores, eu comprei esse livro com um pé atrás, até porque, minha primeira experiência com esse autor não foi tão boa! Mas, ainda bem que eu amei muito esse livro. Eu gostei muito da narração na primeira pessoa, do desfecho inesperado e principalmente da personagem Ash, ela foi o tempero a mais do livro! 😍

Concluindo, se você não leu esse livro por medo de ser como O Demonologista, não perca mais tempo e leia logo! Preciso de mais livros do Andrew Pyper logo. ❤️

Nota: 5⭐️+❤️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Amar alguém nunca é fácil; mas o mundo gosta de definições, ele cobra isso de você o tempo todo. Você precisa se enquadrar em padrões criados pra que as pessoas possam te definir. Mas está aí algo em que sempre penso: quer definição maior que um sentimento puro e verdadeiro?” - pág 175 😍

Bernardo e Lucas são amigos desde sempre, seus pais são amigos e vizinhos então ambos sempre definiram-se como se já fossem amigos desde a barriga das mães. Bernardo é de exatas, ama vídeo-game e ação; Lucas é de humanas, ama livros e música. Ambos estão em férias da escola quando uma notícia triste recai sobre a vida deles. 😕

Os pais de Bernardo irão embora para Portugal e com essa notícia de separação os amigos não sabem como reagir. Então basta eles aproveitarem os últimos dias da melhor forma possível. ❤️

“Ele era a única pessoa no mundo que me fazia acreditar que o silêncio não era tão ruim.” - pág 69 🍂

Vivendo os últimos dias mas com a sombra da separação entre eles os meninos vão descobrindo que existe algo maior entre eles... Um sentimento profundo, que não conseguem entender. 🌚

Então leitores, esse é um livro de leitura rápida e super fluida, a narração entre os dois personagens é ótimo para mergulhar mais profundamente na história, só achei que ficou um pouco repetitivo no final a questão dos personagens não se entregarem aos sentimentos, mas, eu entendo isso continuam forma de atrair mais a atenção do leitor. Um livro sobre sentimentos, primeiro amor e amizade! 😻

“Por um instante, me perdi nos olhos dele. E senti que poderia me perder ali para sempre.” - 137 🥀

Nota: 4⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“(...) há sempre um risco quando o coração abre uma brecha, não importa quão pequena ou inofensiva possa parecer.” - pág 324 🍂

Cornualha, 23 de junho de 1933, a família Edevane está organizando um festa para o solstício na sua casa do lago: muitos convidados, comida, bebida e fogos de artifício são as atrações principais, o que os convidados e a própria família não esperava era o desaparecimento do filho mais novo do casal, um bebê de onze meses que sumiu sem deixar rastros. Depois de várias investigações e nada ser encontrado, a polícia arquiva o caso e a família abandona a mansão para sempre. 😨

Setenta anos depois, a detetive Sadie Sparrow chega a Cornualha para passar umas férias forçadas no chalé do avô, após se envolver em um caso problemático e ser afastada. Certo dia, ao fazer trilha pelos bosque ela acaba deparando-se com uma mansão abandonada e os terríveis mistérios que rondam esse lugar, principalmente a lenda de um bebê que sumiu misteriosamente. 🤐

Para acabar com a mente de detetive ociosa, Sadie logo começa uma pequena investigação sobre o desaparecimento da criança, o que ela não imaginava era que isso a levaria a entrar na vida de uma famosa escritora de romances policiais e desvendar segredos que, Alice Edevane, tenta fugir a setenta anos. 😕

A detetive Sadie Sparrow conseguirá desvendar o mistério? Ao mesmo tempo em que luta contra seus próprios medos e segredos sombrios? 😯

“As pessoas fazem tudo que não devem por amor.” - pág 233 😳

Bom leitores, nem que eu tivesse um espaço enorme eu conseguiria passar em resumo o quanto esse livro é INCRÍVEL. A escrita visual da autora é tão majestosa que você não consegue parar de ler, querer desvendar os mistérios e imaginar esse livro sendo adaptado, pois é um enredo para cinema. Os personagens são bem construídos e apresentados na hora certa, todas as teorias que eu criei foram surpreendidas no final. Parabéns, Kate Morton! 👏🏽

Enfim, se você já leu e quer saber o motivo da minha nota, manda um direct! E você que ainda não leu, não perca mais tempo e vá ler logo essa obra incrível! 😍

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“Porque, para ser feliz, você não precisa de alguém. Você só precisa amar, todos os dias, a sua extraordinária e simples vida.” - pág 72 ❤️

Então leitores, esse livro não tem muito do que falar em questão de sinopse, então vou fazer um resumo básico sobre ele: Ique Carvalho nos apresenta um livro repleto de pequenos textos sobre os vários tipos de amor; o amor pelo seu pai, um senhor extremamente inteligente (que me fez chorar muitas vezes com suas palavras encantadoras); como a doença do seu pai mexeu com sua família e com a própria vida do autor; textos sobre amor-próprio, valorização pessoal e muitos outros textos, sempre envolvendo o amor. ✨

“O que está dentro do seu coração somente você pode cuidar.” - pág 87 🍃

Eu não conhecia a escrita do Ique Carvalho, então quando eu solicitei esse livro não sabia o que iria ler, mas, eu amei muito e já quero ler os outros livros dele. A narração faz você sentir como se estivesse conversando com o Ique Carvalho e de quebra ainda possui uma playlist (MARAVILHOSA!!!) que o autor vai indicando cada música para ouvir ao ler o texto, e gente, a emoção é triplicada dessa forma, a música casa perfeitamente com cada sentimento que o autor quer passar no texto. Eu marquei muitos Quotes lindos, depois vou postar mais! 🌚

“Não há beleza maior no mundo que dois corações batendo juntos.” - pág 208 😍

Como disse, não conheço os outros livros do autor (ainda!) porém, essa edição é muito linda! Com vários desenhos no final de cada texto, páginas duplas com as melhores citações em fonte grande e a capa tem uma textura diferente que é muito legal de sentir. Enfim, se você está atrás de uma leitura fluida e leve, leia esse livro! Eu garanto que será uma leitura encantadora e rica em ensinamentos que você pode levar para a vida. ☺️

“Porque sonhar é a única forma de levar o coração aos lugares em que a razão não pode chegar.” - pág 173 🍂

Nota: 4,5 ⭐️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“A verdadeira vantagem de ser invisível não é minimizar os danos, mas jogar o jogo da vida com as próprias regras.” - pág 251 👏🏽

Verônica Torres é secretaria da polícia civil do estado de São Paulo, casada, mãe de dois filhos e com um passado extremamente conturbado, ela vive a sua vida repleta de segredos e mentiras como pode. Um dia ao atender uma mulher conturbada que exige falar com seu patrão o Delegado Titular, Wilson Carvana, ela acaba vendo o suicídio dessa moça desacreditada que acaba pulando da janela do décimo primeiro andar, porém não antes de confidenciar — agora ele vai ser capaz de me amar. 😳

Transtornada pelo terrível acontecimento, Verônica começa uma pequena investigação particular sobre o que teria levado a mulher suicidar-se, mas, no meio desse caso ela acaba recebendo uma ligação anônima de outra mulher alegando que o seu marido gosta de matar mulheres. Então ela vai mergulhando cada vez mais nesses casos que a polícia não dá tanta atenção. 😕

“Quanto mais eu investigava esses casos, mais ficava certa de que o mundo é louco e que o ser humano não tem limites.” - pág 168 😐

Verônica será capaz de desvendar esses dois casos, lidar com os problemas familiares e seu passado sombrio? 😦

Isso é o necessário que vocês precisam saber sobre esse livro, de resto: LEIAM! Se eu soubesse que esse livro era tão bom assim, teria comprado na pré-venda. A escrita, os mistérios, o desenrolar, o desfecho é tudo muito incrível! 😍

Andrea Killmore coma certeza entrou para minha lista de atores preferidos, já quero mais livros dessa mulher! E se você gosta de um bom romance policial, precisa ler logo Bom Dia, Verônica! 😌

Nota: 5⭐️+❤️
#ResenhaMeninatecaria ✏️

“E as coisas se alteravam no escuro, dizia, principalmente quando a pessoa se encontrava sozinha. Quando isso acontecia, os cadeados caíam da gaiola que prendia a imaginação, e qualquer coisa — quaisquer coisas — podia voar.” - pág 139 😶

A solidão é um dos maiores medos dos seres humanos, e é com esse medo que Stephen King cria uma trama agonizante e sangrenta. O casal Gerald e Jessie depois de quase vinte anos de casamento não anda nos melhores momentos, então, Gerald decide apimentar o relacionamento com jogos sadomasoquistas, Jessie no primeiro momento acolhe a decisão excitada, porém, logo depois começa a sentir-se mal, mas, como boa esposa cala-se e cede às vontades do marido. 😕

Decidindo ter um dia de folga o casal viaja para a casa de lago e logo decidem aproveitar à tarde com joguinhos sexuais, contudo, Gerald e Jessie acabam se desentendendo e ele sofre um ataque cardíaco, ela não ajuda-o pois está algemada na cama e as chaves na cômoda do outro lado do quarto. 😳

Solidão, sede, fome e desespero juntam-se para atormentar e confundir a mente de Jessie, realidade e devaneio se misturam e ela já não sabe mais o que é real: o cachorro se alimentando de Gerald ou a sombra no canto escuro do quarto. Ela terá que contar com a sorte do destino ou apenas com as vozes que a acompanham a muito tempo para sair viva dessa situação. 😰

“As palavras tinham o poder de criar os seus próprios imperativos.” - pág 325 🍂

Stephen King reuniu um mix de terrores e incluiu nesse livro, para muitos leitores esse livro pode ser considerado um dos mais fracos do autor, mas, eu tive reações bem conturbadas ao lê-lo. A escrita minimalista para alguns pode fazer a leitura ser lenta e cansativa, mas, eu amo a escrita desse homem e não consigo achar ponto negativo. Enfim, agora eu quero conferir a adaptação e vê como ficou. E vocês, seriam capazes de fazer o que a Jessie fez para sobreviver? Sentiu curiosidade, leia esse livro! ❤️

Nota: 4,5 ⭐️

Hashtags found on this page