publicop3 "The World Eco Garden of Butterflies and the Dwarf Empire" é o nome de um parque temático chinês onde vivem 70 anões, que diariamente apresentam dois espectáculos de música e dança a quem os visitar. Criado em 2009 próximo da cidade de Kunming, no sul da China, o "Império dos Anões" foi fotografado pela belga Sanne De Wilde. A jovem fotógrafa, actualmente a viver em Amesterdão, na Holanda, descobriu o parque temático na Internet, em 2011, e viajou para a China pouco tempo depois. Galeria no P3 e nos @eimagem 2d

» LOG IN to write comment.

publicop3 O P3 continua atento à etiqueta #p3_verão. Quinzenalmente vamos escolher dez fotos (estão numa galeria no P3 e na secção "Os dias de calor" do Público online), sendo que a melhor receberá um poster com 160 das tuas fotos e com a assinatura @retrotagram. A quinta vencedora é esta foto do @apartment_story (por favor entra em contacto através do mail hello@retrotagram.com). 2d

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @renatocruzsantos Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 6d

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @ogassociados1 Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 6d

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @dearaujo Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fu 6d

» LOG IN to write comment.

publicop3 Sylvain Granjon quer falar da sempre "omnipresente" infância. "Tracks" é um "confronto" entre a meninice e o mundo adulto, mas também pode ser uma "revelação" quando certas questões se atropelam. "Como é que eu cresci? Será que ainda tenho esta lado de sonho e inocência em mim? Ainda acredito nisso?" Depois de 20 anos a viajar pelo mundo como actor e acrobata, Sylvain decidiu abraçar a fotografia. Para este projecto, o francês não recorreu a qualquer manipulação digital. O passado está a cores, o presente a preto e branco. Galeria no P3 e nos @eimagem 1w

» LOG IN to write comment.

publicop3 "A vida numa cidade como São Paulo nunca pára". Palavra de Marcelo Nava, que resolver criar a série #roundseries de forma a "desacelerar de vez em quando". Sinais de trânsito, rodas de bicicleta, ventoinhas, latas, moedas, pessoas, bolas, discos, volantes, alvos... "Não vejo tudo em círculos mas sim círculos em tudo", respondeu ao P3 o brasileiro de 26 anos, director de arte numa agência de publicidade e "grande admirador de arte, seja lá qual for o meio". "Digo que a arte está presente 100% no meu dia, tanto no trabalho como na vida pessoal. E é nessa busca de novas formas de arte que me tenho dedicado a explorar a cidade atrás de círculos. Sempre que sobra algum tempo em toda essa correria, toco minha guitarra para espantar os problemas", explicou @marcelonava. Para ele, os quadrados do Instagram rapidamente se transformaram. "A minha obsessão acabou por deixar os meus olhos treinados. Nenhum círculo me escapa. Mesmo que não o capture com meu smartphone, deixo-o guardado só para mim, na memória. Acho que esse é o grande estimulo da fotografia, saber o que você guarda para você e o que você divide com o mundo". 1w

» LOG IN to write comment.

Normal P3 Público
publicop3 Está a ganhar forma o novo mural com a assinatura @hazul_luzah 1w

» LOG IN to write comment.

publicop3 @mrdheo work in progress #Porto (foto @kitato) 2w

» LOG IN to write comment.

Video P3 Público

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @ruipferreira Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @seculovinte Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @seixoman Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 2w

» LOG IN to write comment.

Normal P3 Público
publicop3 Descobrimos uma Lisboa diferente: luminosa, céu azul, nuvens de algodão, monumentos geométricos, pormenores simétricos. Para Hugo Suíssas, director de arte na Brandia Central, é tudo uma questão de simetria ("está na moda", assume ao P3). Na "ânsia de sacar aplicações, @suissas deu de caras com a FxCamera e, quase "por acidente", apontou para o ar e criou a tag #symmetriclisbon. "Quero mostrar Lisboa de uma forma simétrica e coerente, revelar pormenores dos monumentos e da arquitectura da cidade". Esse é o manual de instruções do criativo de 24 anos, que diariamente precisa de uma dose de "muito céu e edifícios estreitos". Também ele sentiu o efeito Instagram no seu dia-a dia. "Mudou completamente." @suissas anda de nariz no ar, olhos no céu e nas esquinas — e quer evoluir para a noite lisboeta, para outras cidades e, quem sabe, novos países. "Pode tornar-se um movimento artístico viral". 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 "Quando vi pela primeira vez uma vaca sagrada decorada, em Tamil Nadu (na Índia), apaixonei-me pelo uso de cores no pelo da vaca, uma expressão artística pintada numa tela que andava, pois a vaca transportava a pintura ao mesmo tempo que era a própria pintura", descreve Toni Meneguzzo, fotógrafo e investigador que se interessou por esta tradição hindu de vestir e adornar as vacas sagradas. Em viagem pela Índia, Meneguzzo produziu 92 imagens, nas quais recortou "os animais fazendo-os flutuar num branco leitoso, para enfatizar o trabalho artístico feito pelos habitantes locais". O resultado é a exposição "Holy Cows", uma pesquisa antropológica sobre uma arte que o fotógrafo compara à "pintura informal de Jackson Pollock”. Galeria no P3 e nos @eimagem 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 Houve tempestades de areia — e não só de areia. Burning Man. Houve tempestades de fogo, de cor e de liberdade. Mais de 65 mil pessoas juntaram-se no deserto Black Rock, Nevada, Estados Unidos, para uma semana que parece retirada de um filme da série "Mad Max" — também há combates no "Thunderdome" — e que já foi apelidada de "Woodstock dos anos 90". As caravanas, que durante séculos atravessaram os desertos norte-americanos e foram centros vitais de trocas comerciais e culturais, foram a inspiração para a edição deste ano. Galeria de Jim Urquhart/Reuters no P3. 2w

» LOG IN to write comment.

Normal P3 Público
publicop3 As tatuagens que Erik Messori fotografou contam a história de irlandeses que "lutam há séculos pela sua identidade nacional", ligados ao I.R.A. e a outras organizações independentistas. "Cada gota de tinta sob a pele carrega a memória dos antepassados e companheiros que morreram nesta guerra invisível". Durante as próximas semanas o P3 apresenta alguns dos projectos que fazem parte da 24.ª edição dos Encontros da Imagem @eimagem. O evento, este ano dedicado ao tema "Fé e Esperança", decorre de 18 de Setembro a 31 de Outubro, em Braga. 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 O P3 continua atento à etiqueta #p3_verão. Quinzenalmente vamos escolher dez fotos (estão numa galeria no P3 e na secção "Os dias de calor" do Público online), sendo que a melhor receberá um poster com 160 das tuas fotos e com a assinatura @retrotagram. A terceira vencedora é esta foto do @hmiguelsousa (por favor entra em contacto através do mail hello@retrotagram.com). 2w

» LOG IN to write comment.

» LOG IN to write comment.