publicop3 We're happy to present @filipepinhas
Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun
3d

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @paulinhohop
Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun
3d

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @grillenz
Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun
3d

» LOG IN to write comment.

publicop3 No carro estão duas malas e uma cabeça de raposa — perdão, de raposo. Lucas Warat e Agustin Gotlib deixaram para trás a Argentina e deram meia volta ao mundo com um objectivo. Estabelecer uma ligação entre as pessoas "mais criativas e talentosas" da comunidade do Instagram. Aos poucos, Júlio foi invadindo esta rede e assimilando utilizadores que vestiram a "pele" da mascote do Huntgram, uma aplicação (gratuita e disponível na AppStore) que pretende fazer de curador e de guia "instagrâmico" através dos 50 países (até agora englobados). O P3 encontrou @lakxs e @gotlib no Porto. "A comunidade portuguesa pareceu-nos a mais criativa. Tem a virtude de criar situações extraordinárias do nada”.
.
Entrevista no P3
.
Foto @kitato
3d

» LOG IN to write comment.

publicop3 Fotografa o teu gato ou o teu cão e publica a foto no Instagram com a hashtag #omeuanimaleunico. Explica a razão pela qual o teu animal é único e pode ser ele ganhe prémios da Royal Canin. As melhores fotos serão publicadas no P3. Só tens até dia 21 de Novembro. O regulamento está aqui http://tinyurl.com/nkmjy9s. Boa sorte 3d

» LOG IN to write comment.

publicop3 A cada disparo do obturador, @patigagarin desvenda um mundo que parece demasiado íntimo para ser descoberto. Espreitamos pela fechadura da porta e tanto vivemos uma manhã preguiçosa como uma partida de ténis. Com 26 anos, a fotógrafa espanhola deixa-nos entrar num universo feminino e delicado, onde se escutam confissões de adolescente entre as paredes, com o seu quê de mistério e sensualidade. Nascida em Valladolid, Pati vive desde os 3 anos em Alicante. Na sua outra vida é engenheira civil — mas do que gosta mesmo é de "tirar fotografias de toda a gente, de todas as coisas e em todo o lado". "Gosto muito de capturar a beleza e os mistérios da feminilidade, a forma como as mulheres se relacionam umas com as outras e com o meio ambiente." Galeria no P3 4d

» LOG IN to write comment.

Normal P3 Público
publicop3 Tem peças espalhadas pelo mundo, mas agora quer apostar cá dentro. Natural de Viana de Castelo, já é vista como a herdeira de um legado histórico pelos antigos artesãos. Para ler (e ver) no P3: Iva Viana, a estucadora que não quer deixar cair o estuque. Fotografia de @tdsnts. 5d

» LOG IN to write comment.

Normal P3 Público
publicop3 Tiago nasceu na Madeira (1991) e cresceu na Camacha, entre fardos de vime e pessoas que dedicaram a sua vida a essa arte. "O meu avô trabalha na obra de vimes, os meus pais, as minhas tias e a minha avó costumavam trabalhar e eu, quando era criança gostava muito de ajudar o meu avô", conta ao P3 Tiago Perestrelo, que fotografou "espaços muito familiares". A série "Vimes" (que está até ao dia 14 de Janeiro na Casa da Cultura de Santa Cruz, na Madeira) mostra os anos que passaram e o "abandono dos espaços". "a nostalgia é o sentimento predominante nas poucas pessoas que ainda executam este tipo de artesanato", refere ao P3 o autor do projecto. "Há alguns anos a Camacha era muito conhecida tanto na ilha como fora dela, pela qualidade da sua obra de vimes. Esta indústria de artesanato era próspera e empregava alguma da população local. Num passado recente, devido ao envelhecimento dos seus executantes e também ao aparecimento de materiais parecidos ao vime e mais baratos, esta indústria sofreu um tombo gigantesco".
.
Galeria no P3
6d

» LOG IN to write comment.

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @vhmoreira Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 1w

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @esverdeando Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 1w

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @diografic Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 1w

» LOG IN to write comment.

publicop3 "Tudo o que vemos esconde outra coisa. Queremos sempre ver o que está escondido pelo que vemos". A frase do surrealista belga René Magritte pode ser um dos lemas de Teresa Freitas, seduzida pelo "carácter fantasioso" do seu dia-a-dia. "No início da minha aventura pelo instagram dedicava-me a fotografar casas, ruas e pequenos momentos do dia-a-dia que considerava terem um carácter fantasioso, como se fossem os cenários de uma história que estava a escrever", contou ao P3 @teresacfreitas, natural e residente em Lisboa (com Licenciatura em Arte Multimédia na Faculdade de Belas Artes e prestes a terminar o mestrado em Design de Comunicação e Novos Media). Espelhos sem reflexo, pinturas deslocadas, retratos misteriosos... "Ultimamente tento eu própria construir e revelar momentos mágicos, com um elemento de surpresa que pretende desafiar o observador e os seus pressupostos em relação às fotografias que aparecem neste ambiente digital. Tento apresentar metáforas onde a verdade e o significado permanecem ocultos e onde existe um jogo entre o visível e invisível”.
.
Galeria no P3
2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 A época dos Descobrimentos já lá vai? O mundo está cartografado, ponto final? Léo Delafontaine — que considera ser um explorador — tem uma resposta simples: não! "Ele sente-se atraído e explora os cantos e recantos, os pedaços de terra, as lacunas e as ravinas do mundo conhecido. Uma vila esquecida, uma ilha deserta, uma plataforma em águas internacionais. Qualquer lugar é um local possível, desde que esses fragmentos de território sejam o lar de uma república ideal, um principado contrabandeado ou uma monarquia auto-proclamada", pode ler-se no projecto "Micronations". O fotógrafo francês (1984) traçou o seu próprio trajecto de forma a fazer o reconhecimento dos continentes no século XXI. Pelo caminho, Léo encontrou e registou "outro universo, rico e inventivo". "Estas micro nações oferecem-nos não apenas um sótão onde sonhar, como nas antigas utopias literárias, mas também um refúgio, outro mundo. De uma forma discreta mas determinada, o poder instituído enfrenta competição de entidades piratas que contesta até o seu direito à soberania". No século XIX, Rudyard Kipling inventou a figura literária "o homem que seria rei". Léo Delafontaine encontrou alguns reis — e alguns reinos.
.
Galeria no P3
2w

» LOG IN to write comment.

Normal P3 Público
publicop3 We're happy to present @vimver Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @eluis2012 Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 We're happy to present @aclaudiamesmo Follow @publicop3, tag your best photos with #p3top and get a chance to be featured. Have fun 2w

» LOG IN to write comment.

publicop3 Fotografa o teu gato ou o teu cão e publica a foto no Instagram com a hashtag #omeuanimaleunico. Explica a razão pela qual o teu animal é único e pode ser ele ganhe prémios da Royal Canin. As melhores fotos serão publicadas no P3. O regulamento está aqui http://tinyurl.com/nkmjy9s 3w

» LOG IN to write comment.